Rafaela Pires máscara caseira

Rafaela Pires, professora dos cursos de Direção de arte e Teatro da EMAC, ensina a fazer máscara caseira

Criada em 03/04/20 17:18.

Aliada no combate a propagação do coronavírus, a máscara caseira pode auxiliar na proteção do usuário e das pessoas ao seu redor

Rafaela Pires, professora dos cursos de Direção de arte e Teatro da EMAC, contribui com as ações de combate ao coronavírus por meio de um vídeo tutorial no qual ensina a produzir uma máscara caseira. A máscara utiliza pedaços de tecido, materiais e equipamentos que as pessoas usualmente possuem em casa.

A partir de informações trocadas nos grupos de ações colaborativas que acompanha na internet e do crescente interesse da população de maneira geral, principalmente após a mudança de protocolo divulgado pelo Ministério da Saúde relacionado ao uso de máscaras, a professora dispôs-se a pesquisar vários artigos que abordam as diferenças entre as máscaras hospitalares e caseiras, além do tecido mais indicado para a produção em casa.

No vídeo, Rafaela aponta essas distinções entre a eficácia de materiais profissionais e os caseiros, e ensina um passo a passo para a construção da máscara de forma didática e simples. Ela ressalta que, como os equipamentos para a produção de máscaras hospitalares estão escassos devido à pandemia de Covid-19, as máscaras caseiras podem ser uma alternativa em situações extremas que, infelizmente, corresponde a que enfrentamos no momento. 

 

 

Importante salientar algumas orientações publicadas no site do Ministério da Saúde. Para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir as seguintes especificações:

- A máscara é individual. Não pode ser dividida com ninguém, nem com mãe, filho, irmão, marido, esposa etc;

- A máscara deve ser usada por cerca de duas horas. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano;

- É preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face;

- Deve ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a boca e o nariz e não restarão espaços no rosto;

- Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;

- Lave as máscaras usadas com água sanitária. Deixe de molho por cerca de dez minutos;

Fonte: Ascom EMAC - Texto: Fabrícia Vilarinho

Categorias: notícias